quinta-feira, agosto 07, 2008

"Sim eu que bebo para me perder, para me perder por todo.
:Eu lambido de fogo, lambida de fogo-fogosas por inteirodentro. Todo obscuro em resplandecer brilhante. O meu negrume girando e girando por todo o dentro feliz, desconhecido e fértil. Eu aceso e esquecendo: onde comecei, eu meio de nada já,-girando-. Eu me tornando só como um sol negro..."